Como Desenvolver a Leitura do seu Filho Disléxico em Casa

Como Desenvolver a Leitura do seu Filho Disléxico em Casa

Tempo de leitura: 6 minutos

A dislexia não impede ninguém de desenvolver habilidades, para mostrar isso lanço este texto sobre como Desenvolver a Leitura do seu Filho Disléxico em Casa. Ao receber o diagnóstico de dislexia, JAMAIS seja seu filho como burro. Todas as dificuldades do disléxico podem ser superadas, vencidas, e a cada dia sermos melhores do que fomos antes, sem nos comparar com ninguém. 

Pontos importantes sobre seu Filho Disléxico

Partindo do princípio que ninguém é bom em tudo e que todas as pessoas tem dificuldades em alguma coisa (até mesmo quem não tem dislexia), a vida fica mais leve para nós e podemos enfim ser quem realmente somos. Sempre teremos um obstáculo maior na área da leitura e por sua vez na escrita (fora outras características) porém isso não pode nos limitar e nem nos conformar com isso, devemos sim encontrar a melhor maneira de nos desenvolver até que encontremos o nosso melhor jeito de estudar e aprender, cada um tem o seu sabia?!

Respeite o tempo do seu Filho Disléxico

A aprendizagem é individual, isso significa que cada sujeito tem seu processo único para aprender e esse processo é dinâmico se dando através da entrada do conhecimento (assimilação) e a mudança de comportamento (acomodação), quando ele não aprende é porque no meio desse caminho aconteceu alguma coisa, seja fatores externos (emocionais, sociais etc) ou internos (como a Dislexia, entre outros), você não é terapeuta do seu filho mas saiba que existem  diversas maneiras que você pode ajuda-lo durante esse processo e é justamente esse o intuito desse texto.

Atividades para Desenvolver a Leitura

Você pode utilizar atividades simples como, contação de histórias, gibis, teatro, desenho, isso estimulará também a criatividade dele. E assim ele voltará a ter um prazer em aprender que foi perdido no meio do caminho por diversos motivos, passará a perceber que é capaz e isso aumentará sua autoestima e autoconfiança, com o passar do tempo se tornará um autoditada, com independência e autônima da sua própria aprendizagem. 

Vamos para a parte prática da coisa, lembrando que não precisa fazer todas no mesmo dia enchendo ele de atividades, aqui tem diversos exemplos justamente para ter muitas opções e com isso tronar a vida de vocês mais divertida e com muito mais  aprendizado: 

Contação de Histórias

Durante a contação de histórias você pode ler para ele ou até mesmo contar uma história que saiba de cor utilizando materiais como personagens e fazendo sons das situações de maneira lúdica onde eles mesmos irão criar suas imagens mentais do que está sendo contato, para o disléxico é importante que ele mesmo crie suas imagens mentais e não apenas seja mostrado para ele uma imagem pronta, aprendemos melhor assim, ao término abra um diálogo sobre o que ele entendeu e em seguida o estimule a colocar em um papel com suas palavras (mesmo que no começo sejam poucas, a medida que o estímulo aumenta mais irá fazer, não se preocupe no primeiro momento que ele escreva muito, um pouco todo dia é muito melhor que muito apenas uma vez);

Gibis

Com gibis, você pode realizar de diversas maneiras. Deixar que ele escolha o tema que mais gosta, e não o que você considera melhor para ele. Acredite no potencial dele de escolhas simples como essa até outras maiores. Já que o intuito aqui é resgatar o prazer em algo que é um tormento para ele até então, estimular que ele mesmo escolha é o início desse prazer.

A medida que for lendo ele pode te contar a história, ou peça que ele mesmo crie a sua história em quadrinhos, nós disléxicos somos muito criativos e adoramos suar a imaginação, volto sempre ao ponto que devemos usar os nossos talentos e pontos fortes para alavancar nosso ponto fraco. Caso de início seja difícil para ele criar do nada, geralmente em gibis na última página há tirinhas só com imagens sem texto e assim ele pode começar colocando diálogo lá.

Corte e cole em um caderno, ou uma folha a parte e estimule que ele olhe a tirinha e imagine como seria o diálogo e escreva, conforme ele for realizando esse desafio se sentirá estimulado em fazer sua própria história em quadrinhos. Mas caso não, ele pode ter outro tipo de habilidade, então vou sugerir outra coisa;

Teatro

Essa é uma habilidade maravilhosa a ser desenvolvida caso ele não goste de desenhar, ele pode se expressar com seu corpo. Começando com a leitura das histórias, caso não se sinta estimulado a fazer o seu, ele pode começar encenando. Mesmo que não seja com palavras, ele pode começar utilizando a pantomima (teatro sem palavras, apenas com gestos), para vê se você que assiste consegue entender sem que ele diga nada.

Ele faz o roteiro da peça (mesmo que pequena), chama amigos, primos, irmãos (quem tiver perto, se for sozinho, utiliza os bonecos mesmo, nada impede a criatividade de um disléxico), ele dirigi toda a peça e depois é apresentada, aos poucos ele vai colocando as falas, ou não, deixe ele a vontade para criar e se desenvolver. Se der certo, sua oratória e desenvoltura também será desenvolvida de maneira incrível.

Conteúdos da Escola

Todas essas dicas, ele pode usar com os conteúdos da escola também, aproveita uma aula de ciências, geografia, história, português, inglês e até matemática, para acomodar o conhecimento utilizando essas técnicas. Mostre para ele como aprender pode ser divertido e gostoso e que a dislexia não é falta de inteligência. Ele pode ser o que quiser, talvez só precise perceber que tem infinitas possibilidades e saindo da caixinha tradicional ele pode aprender mais do que imagina. Acreditar que é possível é o primeiro passo, o resto vem com dedicação, entusiasmo e prazer em aprender. Aproveitem essa jornada juntos. 

Estou aqui para Ajudar seu Filho Disléxico

Se precisar, não hesite em procurar um profissional da área para conseguir colocar em prática, isso e muito mais. Sou Psicopedagoga e terapeuta e faço atendimentos online e presencial.

Você ou seu filho está precisando de ajuda? Escreva para mim:

Cyntia Bernhoeft

  • Pedagoga e Psicopedagoga
  • Terapeuta
  • Educadora Parental

Email: cyntiabernhoeft@gmail.com

WhatsApp: (81) 99112-4535

Instagram: @cyntia_hoft

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *