Vida Profissional de um Disléxico

Vida Profissional de um Disléxico

Tempo de leitura: 1 minuto

É bastante comum um disléxico, como eu passar por muitas dificuldades durante uma entrevista de emprego, e no ambiente de trabalho em qualquer atividade que exija muita concentração da pessoa.

Eu já sofri muito com isso, principalmente quando estagiei no departamento de comunicação de uma secretaria de governo no terceiro ano da faculdade de jornalismo.

O que mais me prejudicava ali era a falta de organização do espaço temporal (isso se relaciona com organização de objetos, tempo para realizar uma atividade e direção entre esquerda ou direita).

Eu era muito criticado, pelo fato de sempre escrever errado mesmo estando no terceiro ano de faculdade. As criticas só me faziam me esforçar cada vez mais para alcançar uma melhorar, que para muitos era invisível, mas para a minha pessoa se tornava uma grande conquista.

Ciente das minhas dificuldades, eu sempre procurei entregar o meu trabalho adiantado, mesmo sabendo que quase nada seria aproveitado. Mas mesmo assim eu me esforçava e fazia.

Durante o período acadêmico também foi assim eu escrevia e antes da entrega os meus colegas me ajudavam na revisão final do texto.

Ouvi de muitas pessoas, que eu não teria condições de trabalhar como jornalista porque não escrevia direito, mas hoje sou um jornalista isso ninguém tira de mim. É obvio que após o estágio eu fui reprovado em muitas entrevistas de trabalho por questões gramaticais, mas isso só me faz lutar ainda mais para chegar o mais longe possível.

O que eu diria hoje para muitos disléxicos, e se esforcem ao máximo, leiam muitos artigos, livros, jornais e revistas. Se hoje eu sei um pouco foi graças ao que li e a ajuda que obtive de profissionais, colegas e professores.

Quer Conferir mais dicas para disléxicos? Clique aqui

5 Comentários


  1. Foi uma grata surpresa encontrar sua página e o melhor, você é disléxico. Comemoro este fato, porque tenho um aluno de 8º ano com dislexia e fico buscando atividades, que o auxiliem a se desenvolver apesar da dislexia. Ter um exemplo, feito você, para incentivá-lo a jamais desistir é muito importante. Obrigada.

    Responder

  2. Meu namorado é disléxico, tem encontrado muita dificuldade em entrar no mercado de trabalho e nos 2 últimos anos da escola, ele perdeu todo o suporte de aprendizagem que ele tinha na cidade que ele morava, o que fez ele regredir muito e desistir de tentar. O que me deixa completamente angustiada, porque a única opção que sobra pra ele é se matar em bicos de servente por aí, já que não é toda empresa (ainda mais nesses tempos de crise), que vai querer trabalhar isso com algum funcionário, se é que existe alguma.
    Adorei conhecer sua página!
    Beijos.

    Responder

  3. Eu achei sua história incrível. Enfim, eu estou fazendo acompanhamento mas como eu tenho ansiedade, a dislexia ajuda a potencializar e isso me frustra e faz com que eu desista. Hoje tenho 35 anos e quero fazer uma faculdade, mas estou com muito medo de não conseguir. Foi exatamente por isso que eu não fiz ntes. O medo trava. Aí achei o seu artigo e isso é revelador. Uma luz. Obrigada por existir e compartilhar sua história.

    Responder

    1. Olá tenho uma filha 16 anos ela tem muitas dificuldade de aprender principalmente na leitura escrever ela só consegui escrever com letras de forma isso ruim

      Responder

  4. bom dia minha filha 16 ano ele dente pequena eu descobrir a dislexia dela dai começou uma série de preconceito com ela na escola na vida social em ate dentro de casa , no dia 10/02/2021 ela foi chamada para um processo seletivo em uma empresa em São Paulo , no 10/02/2021 ela foi é passou na primeira fase 1 e no dia seguinte ela foi novamente é passou 2fase do teste , sendo q na 1 fase os jovens entrava em 5 em 5 para fazer o teste nesse dia foi 40 jovens divididos em 5 em5 , dai eu olhei vir minha filha la sozinha no sentada e ela olhava pra mi e eu observe ela , dai os jovens q estava fazendo o teste sai ,é chamará minha filha para fazer o teste é ela foi la sozinha é fez e passou para 2 fase ,no outro dia ela fez testes em dinâmica de grupos também passou para 3 fase ,nesse ela não passou sendo as duas primeiras era a mais difícil para minha filha ,e sendo na duas primeiras fase a mesma psicóloga esta aplicando os testes ,e ela reprovou minha filha no individual ,

    eu quero saber o q aconteceu minha filha tem esse direito ,mas quem eu procuro para saber sobre o q aconteceu ela ta muito triste eu como mãe de desleixo não posso deixa acontece novamente

    mim ajude o q posso fazer ? deste já agradeço

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *