3 Lições que as Olimpíadas deixam para os Disléxicos

Tempo de leitura: 4 minutos

As Olimpíadas do Rio já acabaram, e vou ser muito honesto: o evento me surpreendeu de forma muito positiva. Além disso, percebi que podemos sim tirar lições importantes para ajudar a vida de todos os disléxicos.

1º) Você é Capaz de Surpreender

O Brasil mostrou que foi capaz de organizar uma grande festa. Confesso que eu mesmo estava muito cético com relação é isso, fiquei muito feliz por ser surpreendido! À começar pela abertura, as Olimpíadas já começaram com o pé direito: foi simplesmente magnífica, mil vez melhor do que aquela coisa sem graça da Copa do Mundo. Resgatou, ainda que por alguns momentos, aquele “orgulho de ser Brasileiro”, e faltava em muitos corações.

E o que isso tem haver com os disléxicos? Simples, muitos vão dizer que vocês “não conseguem”, “não são capazes” e tentar fazer você desistir! Por isso, resista. Um disléxico PODE SIM ler um livro inteiro, PODE SIM ser o melhor aluno da classe, PODE SIM ter sucesso profissional.

Leia mais em: Vencendo os Paradigmas da Dislexia

2º) Supere as Vaias

Lembra das vaias que o francês Renaud Lavillenie sofreu na disputa da medalha de ouro do salto com vara? Isso desconcentrou ele, e acabou perdendo no último salto. Mas o final feliz desta história aconteceu em Zurique, no 1 de setembro, onde o mesmo Lavillenie garantiu o primeiro lugar na etapa da Liga Diamante de Atletismo realizada em Paris. O atleta demonstrou grande superação, deixou para trás toda situação ruim que passou nos Jogos Olímpicos do Rio, e superou todos os outros competidores na Liga Diamente.

E o que isso tem haver com os disléxicos? É fato, nós disléxicos passamos por muitas situações traumáticas ao longo da vida, mas isso nao pode nos impedir de evoluir. Muitas vezes sofremos bullying na escola, mas não pode nos parar. Não desista diante das dificuldades, nós disléxicos não nascemos para perder!

O que eu vou falar agora, não é para soberba ou para engrandecimento próprio, mas para mostrar que um disléxico também pode vencer nos estudos. Na minha infância, eu era o pior aluno da sala, anos depois, ganhei um prêmio como um dos melhores TCCs da faculdade de publicidade. Clique aqui para conferir a história completa.

Leia mais em: Vencendo os Traumas da Dislexia

3º) Foco e Disciplina

A imensa maioria das medalhas conquistadas pela delegação brasileira veio de atletas militares. Muitos estavam “prestando continência”  em cima do pódio, lembra? Os militares são conhecidos por cobrarem muita disciplina, determinação e humildade, características necessárias para um vencedor.

É verdade que eu tive o privilégio de estudar em uma escola que me deu muito apoio, mas na época do terceiro colegial – tinha 17 anos – bem na época dos vestibulares, durante aquele ano inteiro eu acordava todos os sábados às 6h da manhã para estudar, para reforçar as matérias que eu tinha mais dificuldade. Deixei que sair, e comecei a fazer grupos de estudo e leitura com os meus amigos. Para que tudo isso? Pois eu queria entrar em uma boa universidade. O resultado? Passei na primeira lista do curso de Publicidade da Universidade Mackenzie.

Mais um vez, eu NÃO dou esse exemplo para ficar “me achando”, mas para mostrar que nós disléxicos conseguimos sim alcançar grandes vitórias na vida escolar. Eu consegui, e tenho certeza que você também consegue. Trabalhe duro para isso!

Leia mais em: 5 Maneiras para o Disléxico Ter sucesso na Escola

Aplicando as Lições Olímpicas

O que as Olimpíadas mais me encantam, é o espírito de amor, paz, harmonia entre os povos e principalmente superação dos ilimites e quebra de barreiras. É incrível ver que em cada Olimpíada mais e mais recordes são quebrados, mais e mais os limites do corpo são superados. E é esse “espirito olímpico” que vocês meus amigos disléxicos devem sempre carregar, trabalhem duro sempre, nunca desistam, mesmo nos períodos mais difíceis – mantenham o foco sempre onde vocês querem chegar.

E depois disso, mande sua história aqui para a gente! Teremos o maior prazer de publica-la aqui no blog. Sua história pode inspirar muita gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *