O Papel dos Pais na Lição de Casa dos Filhos

Tempo de leitura: 3 minutos

Esta simples frase “Vamos fazer a lição de casa?”, pode desencadear sentimentos diversos tanto em pais quanto em filhos. Ansiedade, frustração e medo são alguns dos sentimentos que a hora da lição de casa pode causar, não deveria ser assim, o objetivo deste texto é informar e esclarecer a função da lição de casa e o porquê deste momento ser tão conflitante para algumas famílias.

Função da Lição de Casa

A função da lição de casa é basicamente sistematizar o aprendizado de sala de aula e preparar o aluno para novos conteúdos e aprofundar os conhecimentos. A lição de casa é fundamental para o aluno, faz com que ele enfrente desafios pedagógicos fora do contexto escolar, construa uma autonomia e uma rotina de estudos, o aluno precisa perceber a função das tarefas para compreender sua importância. Para o professor a correção da lição de casa é muito útil, isso lhe permite verificar quais são as dúvidas e dificuldades que o aluno apresentou fora do ambiente escolar, no momento em deve relembrar o conteúdo para concluir a atividade. Para os pais este momento deve ser entendido não apenas como uma maneira de acompanhar o que está sendo ensinado, mas também como um momento de interação e troca de conhecimentos, a hora de fazer lição de casa, pode ser um momento de compartilhar duvidas, valorizar as experiências e demonstrar curiosidade com relação à rotina de estudos dos filhos.

Conflitos na hora de fazer a Tarefa

Os conflitos em relação a lição de casa começam quando os pais se queixam que os filhos trazem lições demais para casa, e que os mesmos não dispõem de tempo suficiente para ajudar o filho e que a criança ás vezes não se lembra de fazer a lição de casa ou não consegue desempenhá-la sem a ajudar ou supervisão de um adulto, nós professores entendemos como a rotina tende a ser estressante, e para muitos pais é difícil separar uma hora do dia para auxiliar os filhos, esta pausa é necessária para que diminua o clima de tensão que a atividade por vezes ocasiona, os pais podem favorecer a realização da lição de casa encorajando a criança a criar uma rotina de estudos, disponibilizar um espaço da casa para ambiente de estudos, demonstrar interesse e dar autonomia para sempre que necessário a criança solicite ajuda, é essencial o comprometimento dos pais com a proposta da escola com relação às atividades extraescolares.

5 dicas para ajudar seu filho com a lição de casa:

Os pais devem estar presentes durante a realização da lição de casa, e mostrar que a criança pode pedir ajuda a qualquer momento, devem orientar e estar por perto se o filho precisar, pois ficar o tempo todo sentado do lado torna a criança dependente e ansiosa. Dito isso…

  • Evite a tentação de dar respostas prontas, o aluno deve aprender a pensar por si só.
  • Errar faz parte da formação do aluno, os pais devem ter calma e paciência, o papel de corrigir é do professor!
  • Garanta que seu filho tenha um lugar tranquilo e silencioso para se concentrar e realizar as tarefas.
  • Fazer todas as lições de uma vez pode ser realmente cansativo, uma agenda semanal ou um mural no quarto pode ajudá-lo a cumprir prazos e se organizar.
  • Limitar o tempo que o aluno deve se dedicar à lição pode ajudá-lo a se concentrar evitando dispersar-se com outros estímulos.

A lição de casa é um elo entre os pais e os filhos. Participe desse importante momento da formação acadêmica de seu filho!

Confira outros textos que podem ajudar os pais de disléxicos

1 comentário


  1. As lições de casa pelo visto não foram campeãs de comentários aqui, rss… Talvez porque os pais realmente tenham dificuldade em acompanhar adequadamente.
    Tenho um filho de 7 anos, diagnosticado com dislexia recentemente, porém acompanhado por terapeuta ocupacional, neuropediatra, psicóloga e fonoaudióloga desde os 4 anos.
    As lições de casa são acompanhadas por mim desde que meu filho entrou na escola, aos 2,5 anos de idade. E ele sempre manifestou desgosto por elas, nenhuma vontade de ler livros ou gastar tempo com atividades escolares.
    Quando perguntado sobre o dia de aula, respondia: “não quero conversar sobre isso”. A desatenção nos fez buscar auxílio e com o tempo de acompanhamento da fonoaudióloga somado às dificuldades detectadas no processo de alfabetização a dislexia foi diagnosticada.
    Mas independente dela, as lições de casa continuam sendo para nós uma dificuldade a ser transposta. A quantidade de conteúdo diário me assusta e o amedronta. Quando somamos esse volume ao atraso que meu filho naturalmente tem pela dificuldade inerente da dislexia chegamos ao ápice do cansaço e da frustração. O dia passou e não sobrou tempo para brincar e fazer algo mais prazeroso para ele.
    Esse desafio eu ainda não encarei com bom humor, confesso…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *